quarta-feira, 30 de março de 2016

Tempo para ti

Passamos o tempo a pensar que temos de o fazer, mas na realidade tirar alguns minutos por dia para trabalharmos a pessoa que somos é algo que poucos fazem.

Aliás, creio que esse é uma das principais vantagens do Coaching: obriga-nos a olhar para dentro, a tirar tempo para nos conhecermos e a organizar a nossa vida à volta dos nossos sonhos e propósito de vida.

Os nossos dias são passados em volta de tarefas obrigatórias, não necessariamente aquelas que nos vão fazer atingir os nossos sonhos. Reservamos o nosso tempo a fazer tudo aquilo que os outros e a sociedade exige de nós e esquecemo-nos de fazer aquilo que nos pode efectivamente preencher enquanto seres humanos.

Enquanto trabalhava no meu último emprego, decidi durante uma semana fazer a listagem de todas as actividades/ tarefas que tinha, incluindo idas ao WC, cozinhar, ir ao banco, cada chamada efectuada ou recebida, os 5 minutos de conversa no intervalo do café, supermercado, o tempo para namorar ou ver TV... tudo, tudinho... tudo contabilizado numa folha tipo agenda, registando cada minuto e incluindo comentários. Fiz isso durante 5 dias úteis e 2 dias de fim-de-semana. 
Inicialmente o que é que pensei? Boa! Durante a semana tenho menos actividades de paixão, mas sábado e domingo é que vão ser elas!
Errada!!!
Mas, a verdade é que mesmo tendo dedicado tanto tempo a fazer aquela lista, na segunda-feira seguinte tudo voltou ao mesmo e não mudei nada.

Quando fiz o curso de coaching, no entanto, fui obrigada a olhar para mim e a fazer uma auto-análise e essa listagem foi perfeita para perceber muito do que se passava na minha vida.
Quando estava a trabalhar nesta empresa:
  • fazia no mínimo 10 horas de trabalho por dia
  • dessas 10 horas de trabalho, metade eram geridas por outros e não por mim - chamadas recebidas, pedidos de colegas, e-mails "urgentes", etc..
  • sentia que não optimizava as actividades que tinha porque permitia que outras pessoas e tarefas interferissem com a minha agenda
  • viajava no mínimo de 15 em 15 dias, o que implicava que durante 24 a 48 horas não fazia as tarefas importantes que tinha pendentes e tinha de organizar a minha agenda de outra forma, para além da alteração das minhas rotinas que afectavam o resto da semana
  • ao chegar a casa e mesmo aos fins-de-semana havia sempre algo do trabalho que acabava por fazer
  • ao chegar a casa estava demasiado cansada para fazer coisas que realmente gostava de fazer
Grave era que nem me apercebia que os meus dias eram repletos de obrigações e que não colocava nessa lista actividades que contribuíssem para atingir os meus objectivos e o meu propósito de vida.


Foi então que resolvi criar o meu método para avaliar as actividades ao longo do dia. Assim,comecei por dividir as actividades por tipo:

  • Obrigação - actividades que fazes por obrigação e que não te trazem prazer: trabalho, limpezas (se não gostares), pagar contas, dar banhos aos miúdos, ir às compras, ...
  • Paixão - actividades que adoras fazer e que por isso te aumentam a energia e te ajudam a lidares com as obrigações: brincar com as crianças, namorar, ir ao cinema, passear na praia, ir à aula de Pilates, brincar com o cão, dormir...
  • Propósito - todas aquelas actividades que te colocam mais perto do teu propósito de vida: ler livros, fazer um curso, viajar, ...





E se tu pensas que destes 100%, os 80% a que me refiro são "boa vida", ao passo que os 20% são tudo o que não gostamos de fazer, não é bem assim.
Nestes 80% estão também muitas das actividades relacionadas com o trabalho, porque o ideal é teres um trabalho que te apaixone e que faça parte do teu propósito de vida. 

E com base neste método, reorganizei a minha vida, o meu trabalho e as minhas actividades. Deixei de gastar todas as energias naquilo que era "obrigação" e depositei essas energias nos meus 80%.
Se está tudo perfeito? Nahhhh, mas para aí caminho. 
Para isso todos os dias há 3 tarefas obrigatórias que fazem parte da minha checklist:
  • actividades que contribuam para chegar mais perto do meu propósito de vida
  • tempo para mim, onde incluo auto-coaching
  • tempo para quem mais amo: namorado, família, amigos e para a minha cachorrinha que me acompanha nesta demanda



E agora tu!
Ainda não chegaste lá? Aos 80%... 
Então prepara-te para uma aventura fantástica na procura da checklist perfeita.
  • Olha para todas as tuas tarefas do dia-a-dia e divide-as por tipo de actividade. 
  • reserva momentos do teu dia e foca-te no que são para ti actividades "paixão" e "propósito"
  • define objectivos semanais e tempo na agenda para as actividades que precisas fazer para os concretizares - escreve sempre os objectivos e as actividades para que se tornem mais reais para ti


Vais ver que, ao fazeres actividades "paixão" e "propósito" a tua energia é maior para fazeres as actividades "obrigação".

Claro que, por mais que tentes, não vais ter perfeição diária. Terás dias altamente desafiantes, mas também esses contribuem para chegares aos teus objectivos porque te ajudam a perceber o quanto queres atingi-los. 

E se sentes que sozinho não consegues, procura um coach que te ajude... é para isso que existimos.
Se eu for a tua escolha, fico à espera do teu e-mail... 

Boas actividades,

M@rta